Serviços

Estrutura Residencial para Pessoas Idosas

A Estrutura Residencial Para Pessoas Idosas é uma resposta social, que se desenvolve num equipamento, destinada a alojamento coletivo, num contexto de “residência assistida”.
Atualmente esta resposta social dispõe de vinte e cinco vagas, sendo uma destas não comparticipada pela Estado.

 

Centro de Dia

O Centro de Dia é uma resposta social de apoio à terceira idade, desenvolvida em equipamento procurando dar resposta às pessoas idosas que necessitem de cuidados prestados, no seu meio sociofamiliar.

O Centro de Dia funciona entre as 08h00 e as 20h00 e conta com vinte vagas, cinco das quais são extra acordo.

 

Serviço de Apoio Domiciliário

É uma resposta social que consiste na prestação de cuidados individualizados e personalizados no domicílio, a indivíduos e famílias, quando não possam assegurar temporária ou permanentemente a satisfação das suas necessidades básicas e/ou atividades de vida diárias.

Atualmente são desenvolvidos no âmbito do Serviço de Apoio Domiciliário os seguintes serviços: alimentação; higiene pessoal; higiene habitacional, tratamento de roupa e acompanhamento e transporte a consultas médicas e/ou urgências hospitalares.

 

Outros Serviços de Apoio Social

  • Cantinas Sociais (Plano de Emergência Alimentar);
    A Associação de Assistência de Vila Boim tem protocolo de Colaboração no âmbito da Conceção da Rede Solidária de Cantinas Sociais para o Programa de Emergência Alimentar, desde agosto de 2012, servindo diariamente 25 refeições. É objetivo da instituição manter o referido protocolo com o objetivo de ajudar famílias carenciadas com necessidades alimentares, através da disponibilização de refeições.

 

  •  SAND – Serviço de Apoio Noturno Domiciliário;
    A Associação de Assistência de Vila Boim desenvolve desde novembro de 2013 um serviço de vigilância noturna designada de SAND, com o objetivo de apoiar utentes de Centro de Dia e de Serviço de Apoio Domiciliário, que pela sua condição física e/ou psicológica e pela falta de suporte familiar necessita de um apoio/vigilância durante o período da noite.
    Este serviço consiste em três visitas de uma colaboradora a casa dos clientes para verificar se está tudo bem e por opção do cliente a instituição disponibiliza um equipamento telefónico, para ser utilizado em caso de emergência que permite uma chamada direta para a instituição.

 

  • Aluguer de ajudas técnicas (andarilhos, cadeiras de rodas, cama articulada, entre outros);
    Uma outra forma da instituição apoiar quem mais precisa é através do aluguer de ajudas técnicas a clientes e outras pessoas que necessitem deste tipo de equipamento. Alugam-se andarilhos, moletas, cadeiras de rodas e camas articuladas.

 

Animação Sociocultural

A animação na terceira idade procura estimular as capacidades do cliente através de uma estratégia de intervenção na prevenção e compensação de situações de deterioração do corpo pelo avanço da idade, com a finalidade de promover situações otimizantes e operativas de auxílio à pessoa idosa; Programar a evolução natural do envelhecimento; Promover novos interesses e novas atividades; Monitorizar a vitalidade física e mental do idoso; Perspetivar a animação do tempo livre; Aumentar a autoestima; Fomentar a valorização pessoal e; Cultivar uma participação comprometida com o seu bem-estar individual e coletivo.

 

 

Creche – Pré- Escolar – ATL

Estas três respostas sociais ligadas à infância e juventude têm como objetivo apoiar as famílias e promover o desenvolvimento pessoal e social da criança num ambiente seguro.

A Creche acolhe crianças até aos três anos de idade e conta com dezoito vagas protocoladas.

O Pré-escolar dá resposta a crianças com idades compreendidas entre os três anos de idade até à sua entrada para o ensino básico. A capacidade desta resposta é de vinte e quatro crianças.

O ATL (Centro de Atividades de Tempos Livres) acolhe crianças e jovens com mais de seis anos de idade e tem capacidade para quarenta crianças.

O Jardim-de-Infância de Vila Boim foi inaugurado a 09 de setembro de 1967, sendo o edifício propriedade da “Liga dos Unidos de Vila Boim”.

“Surge a necessidade de os filhos de quem trabalha fora de casa, ficarem sob vigilância de alguém competente, para a segurança dos pequeninos e tranquilidade dos pais. Aparece ideia duma creche. Não há dinheiro. Sonha-se com a oferta da Bela Fundação Gulbenkian. Daí não se recebeu subsídio mas “parar é morrer”. Então decide-se formar essa casa como se puder. É necessário sacrifícios e, não se poupa a eles, em momento nenhum, o Senhor Francisco Braz – Bem-haja, – por tanto carinho ter dispensado a todos. Nós também queremos possuir sentimentos bons, e assim continuamos, em conjunto, a sua obra, apoiando com amizade o Infantário, que tão gostosamente recebeu, o nome de “Jardim-de-Infância Francisco António Braz”.

(In Breve História da Liga Regional (1955-2005))

A sua construção foi “sonhada” pelo presidente da direção da “Liga dos Unidos de Vila Boim”, Francisco António Braz, cuja intenção passava por ajudar as mães que iriam trabalhar e assim poderiam deixar os seus filhos ao cuidado de alguém.

Como dizia D. Umbelina Fonseca, numa sessão solene a 31 de Agosto de 1968, aquando o descerramento da lápide que dá o nome do Presidente da  Liga Regional “os Unidos de Vila Boim” ao Jardim-de-Infância: E este é o nosso propósito, continuar a obra e apoiar o Jardim-de-Infância da Associação de Assistência de Vila Boim, melhorando continuamente os serviços prestados, empreendendo com mudança e inovação todas as respostas sociais, de modo a obter a satisfação dos clientes e suas famílias.